Blog


COMO HARMONIZAR QUADROS COM A DECORAÇÃO

Os quadros conferem personalidade e estilo aos espaços que ocupam, quando escolhidos e expostos com critério.

Você precisa, portanto, de um olhar cuidadoso. Um certo feeling para harmonizá-los com seu modo de viver e pensar pode ser fundamental.

Se necessário, peça ajuda a profissionais e amigos de gosto apurado, para não destoar da linha que orienta sua decoração.

 

Sugestões de como harmonizar quadros com a decoração

Escolha os locais que deseja decorar, e o tipo de quadro que deseja colocar nele. Fique atento às proporções e posições adequadas.

Quadros muito pequenos podem ser associados a outros, para obter efeito decorativo. Enquanto quadros grandes em espaços pequenos são desproporcionais e inadequados. Verifique as distâncias adequadas de outros objetos e se estão posicionados no campo visual.

1.     Estilo do quadro

Busque sempre ter uma unidade de linguagem, isso significa escolher temas e cores que conversem entre si. E leve isso para toda a residência ou apartamento.

A nossa sugestão é refletir sobre as cores do ambiente, qual a sensação que pretende passar com a imagem escolhida, e que os temas conversem entre si.

Um exemplo, caso escolha para a sala quadros geométricos psicodélicos, e para a cozinha uma aquarela pintada a mão com tema de frutas… eles não terão sentido no contexto da casa. Nesse caso, por exemplo coloque frutas coloridas, com um estilo semelhante ao da sala. Isso é unidade de linguagem.

2.Composição e escala

Para decorar de forma correta, é importantíssimo falarmos sobre composição e escala. A composição é a colocação de quadros aleatórios em um mesmo espaço, existem diversas formas de fazer isso, mas o que diferencia é a técnica, não é simplesmente colocar os quadros, é pensar em uma sequência ou logica, por exemplo, esses quadros podem estar em linha reta, mesmo com tamanhos diferentes, ou você pode coloca-los em disposição de círculos, ou o mais comum, utilizar um retângulo imaginário que limita a disposição dos vários quadros.

A composição é mais comum quando pretende-se colocar quadros menores. Ela é uma técnica para ajustar a escala ao espaço.

Quando o quadro é único e grande, geralmente ele acaba sendo o centro da decoração, é importante que seja pensado nos alinhamentos entre outros objetos ou móveis, e por isso ele pode ser centralizado ou mais à direita ou a esquerda de algo. Não existe uma regra, mas é necessário que exista um sentido na escolha.

3.Arte, fotografia, memórias…

Quadros inspiradores nos trazem de volta a realidade, nos deixa conectados com o espaço, além de trazer personalidade e estilo para o ambiente.

Sempre que possível, opte por quadros, ou fotografias únicas, com sentido para você ou para as pessoas que moram na casa. E dentro disso cabem quantas memorias forem possíveis. Dessa forma, pode ser uma praia importante, ou foto de paisagem uma viagem que fizeram, ou mesmo hobbys, e coisas que fazem sentido para você.

Coloque arte, busque artistas da sua região, procure diferencias e identificações com o artista. Assim, é possível colocar personalidade, e pontos de diferenciação na sua casa.

Sobre as fotografias de família, evite colocar na parede, abrimos exceção somente quando a pessoa está na foto mas o foco é a paisagem, fora isso, coloque fotografias de casamento, familiares e momentos felizes em porta retratos bonitos.

Conclusão

Há variedade suficiente de estilos para agradar diferentes gostos, do mais simples e básico ao mais requintado. Mas seguindo essas dicas e respeitando o seu estilo, com certeza ficará lindo

É possível explorar molduras, estilos e combinações. Não prive seu lar desses detalhes que faz tanta diferença.

Em caso de dúvidas procure DROMMA Arquitetura, nossos profissionais são experientes e têm ideias e sugestões personalizadas para cada situação.